fbpx

Nenhum produto no carrinho.

Videoshopping: fique por dentro da trend de 2021

De 2020 até aqui, só se fala em uma coisa (além da pandemia do novo coronavírus, claro): o videoshopping e como o poder do marketing de vídeo continua a crescer. Com boa parte da população dentro de casa em função das regras de distanciamento social, a demanda por consumo ficou altamente reprimida, e comprar pela internet se tornou mais do que uma alternativa, a própria solução. 

E é nesse contexto que o videoshopping encontra mais e mais adeptos dia após dia por meio de plataformas diversas, como o app Shoploop, lançado pela Google no ano passado, e no qual os usuários podem assistir a vídeos de 90 segundos ou menos para descobrir uma variedade de produtos e acessar análises de produtos feitas por outros clientes – o fenômeno do social commerce.

Neste novo post, você vai ficar por dentro do que é esse tal de videoshopping, descobrir por que ele tem tudo para se tornar a maior tendência do marketing de 2021, além de entender como ele poderá ser aplicado ao seu negócio e a sua marca. Então, continue lendo! 


A era dos vídeos online 

Uma pesquisa do Google feita em 2019 – isso mesmo, antes do período pandêmico atingir em cheio o nosso planeta – mostrou que 55% dos consumidores usam vídeos online para pesquisas de compras. De acordo com o artigo do Google: “Para cada vez mais compradores, o vídeo está se tornando indispensável quando eles estão prontos para comprar. Na verdade, mais de 55% dos compradores em todo o mundo dizem que usam vídeos online enquanto fazem compras na loja”, essa foi a conclusão.  

A pesquisa do Google chegou também a listar três maneiras pelas quais os vídeos online podem influenciar a decisão de compra: 

  • Vídeo como uma lista de compras: as pessoas irão consultar um vídeo para serem lembradas dos itens que precisam comprar, como ingredientes ou ferramentas de que precisam para concluir um projeto; 
  •  Dá aos espectadores mais segurança: esta é uma referência para pesquisas sobre questões técnicas relacionadas ao cotidiano, como aprender sobre consertos de automóveis e ser capaz de abordar uma situação com mais visão e estratégia; 
  • Os reviews influenciam as decisões de compra: as análises de vídeo verdadeiras análises de produtos. Você usa o YouTube para assistir a análises de produtos?

Mas como definir o que é o videoshopping? 

À medida que o coronavírus foi dissuadindo os consumidores de fazer compras nas lojas físicas, as marcas e os varejistas foram forçados a estender a mão (via vídeos online nas principais redes sociais) aos consumidores enquanto eles se abrigam em casa e se conectam digitalmente. 

Dessa maneira, videoshopping é a forma que os profissionais de marketing e varejo encontraram de usar conteúdo de vídeo para promover e vender produtos e serviços. Ele dá aos varejistas do comércio eletrônico a chance de mostrar seus produtos e oferecer aos compradores mais informações que podem realmente ajudá-los a tomar uma decisão. 

Como funciona o videoshopping 

Na verdade, o videoshopping já existe há muito mais tempo, porém, nas plataformas de televisão – sendo o exemplo mais claro é o canal Shoptime, como já comentamos em outro post. Assim, podemos dizer que ele é uma extensão natural das compras online, mas vinculadas à dinâmica das redes sociais, nas quais hoje predominam os influencers digitais

Na prática, o videoshopping é usado pelas marcas que exibem na tela e em tempo real, espécies de “gráficos” com cada um dos itens abordados pelo conteúdo do vídeo. Esses gráficos normalmente incluem um botão “call to action” para permitir que os usuários comprem o item diretamente no vídeo, queimando etapas próprias do processo de televendas convencionais – com uso de telefone ou interrupção da transmissão. 

Adicionar a funcionalidade dos CTA’s a essas imagens aumenta as chances de que os compradores concluam uma compra porque simplesmente não precisam fazer mais nada – basta clicar no link para ir para a página do produto no site do varejista ou, dependendo da plataforma de videoshopping, comprar diretamente do próprio vídeo. 

Outra conclusão do levantamento do Google feito em 2019 que introduz nosso artigo é que “as pessoas consultam os vídeos na loja quando precisam decidir qual marca ou produto é mais adequado para suas necessidades. A pesquisa quantitativa nos mostrou que mais da metade dos compradores afirmam que o vídeo online os ajudou a decidir qual marca ou produto específico comprar”. 

Por fim, é fato que o videoshopping oferece uma experiência perfeita desde a navegação até a compra (buyer’s journey), como veremos no próximo tópico. 

O videoshopping aplicado à jornada do comprador 

Não é segredo para ninguém que o vídeo digital apresentou e tem apresentado um enorme impacto nas compras online. 

Desde o início da jornada do comprador, quando os consumidores estão tentando descobrir se há uma solução para seu problema, até o estágio de tomada de decisão, quando os compradores estão decidindo qual produto atende melhor às suas necessidades, o conteúdo de vídeo desempenha um papel cada vez mais importante nas decisões de compra. 

Dessa forma, quando você considera que adicionar um vídeo à sua página de destino, pode aumentar e muito as suas conversões.  E justamente em função da influência que o vídeo exerce sobre o processo de compra, a compra de um vídeo é, sem dúvida, a  grande novidade no marketing de influência

Alcançando os consumidores onde eles estão

Se você se interessou e já planeja usar o videoshopping , terá que se certificar de entreter seu público, mas também dar aos seus (agora) espectadores inúmeras oportunidades de interagir com seu produto ou serviço. Ou seja, quando um cliente interage com sua marca, ele toma decisões instantâneas sobre o valor dessa interação. A audiência também escolhe marcas para uma proposta de valor que se relaciona bem com seu mundo real.

É bem razoável pressupor que a próxima onda de evolução do vídeo será dedicada à tendência de vídeoshopping. Essa prática ​​desencadeia respostas emocionais positivas e levam a uma compra imediata, o que aumenta significativamente a eficácia de uma determinada campanha publicitária. Oferecer a oportunidade para o público interagir com seu vídeo permite que os profissionais de marketing invistam no engajamento e, obviamente, na criatividade do conteúdo

5 vantagens do videoshopping para o setor de varejo  

Mais e mais varejistas do país estão se voltando para o videoshopping ao elaborar suas estratégias de marketing de comércio eletrônico. Temos como extremamente atuantes nessa seara o grupo B2W, a Magazine Luiza, Chilli Beans, entre outros pesos pesados do mercado. Isso porque a compra de vídeos oferece vários benefícios, conforme elenca este ótimo artigo da Influencer Marketing Hub

  • O vídeo fornece muitas informações rapidamente, por meio de um meio fácil de consumir. Provavelmente é por isso que 66% dos consumidores preferem assistir a um pequeno vídeo para aprender sobre um produto ou serviço do que ler um artigo (HubSpot). 
  • Os vídeos obtêm taxas de cliques mais altas. De acordo com a Biteable, o conteúdo de vídeo em e-mails pode aumentar a CTR em até 300%. 
  • O vídeo é surpreendentemente fácil de produzir. Muitos influenciadores são bem versados ​​na criação de conteúdo de vídeo de alta qualidade usando nada mais do que seus smartphones e ferramentas de edição de vídeo. Se você precisa de algo um pouco mais refinado, há várias maneiras de obter a produção de vídeo de que você precisa sem custar todo o seu orçamento de marketing.
  • Não importa a duração do seu vídeo, simplesmente ter um vídeo em seu site pode aumentar o tempo de permanência em seu site (um sinal de classificação que ajudará seu site a ter uma classificação mais elevada). Na verdade, 80% dos profissionais de marketing em uma pesquisa Wyzowl relataram que o conteúdo de vídeo aumentou o tempo de permanência.
  • De acordo com a MarketingSherpa, as páginas de destino com vídeo têm 53% mais chances de aparecer entre os primeiros resultados das pesquisas.

Em suma, a maior vantagem do videoshopping, assim como o shopstreaming, um outro conceito similar, é potencializar as vendas online a partir de um conteúdo gráfico diversificado, que pode ser compartilhado entre outros usuários nas principais redes sociais, além de favorecer a interação por meio de chats. 

O grande potencial do videoshopping para o marketing de influência 

Tanto o videoshopping como o shopstreaming encontram terreno fértil nas parcerias com influenciadores de marca que atuam com estratégias de marketing de influência. Afinal, esse tipo de conteúdo dá aos influenciadores mais liberdade e permite que eles alcancem ainda mais seguidores. E, à medida que a popularidade do videoshopping aumentar, será ainda mais importante para as marcas encontrarem o tipo certo de influenciador para representar sua marca. 

A principal razão do sucesso do videoshopping é que as compras estão sendo apresentadas como entretenimento. Mesmo os influenciadores que não vendem seus próprios produtos têm um enorme potencial de ganhos por meio de patrocínios de marcas e marketing de afiliados. 

O Amazon Live, por exemplo, permite links afiliados para eventos transmitidos ao vivo. Já o Instagram exige que as marcas se registrem antes de entrarem no ar, mas os influenciadores podem facilmente organizar a aquisição da conta de uma marca e ganhar uma parte das vendas.

O videoshopping representa assim, uma parceria perfeita para o marketing de influenciadores. Os influenciadores já são vistos como uma autoridade em um determinado nicho por seus seguidores e trabalham duro para cultivar os relacionamentos que lhes permitem ter sucesso com o marketing da marca.

Mas para começar a usar o videoshopping como um influenciador, é importante pensar e planejar bem vídeos e eventos ao vivo. O conteúdo é o mais importante e os influenciadores precisam seguir a linha de agregar valor aos seus patrocínios e criar conteúdo de alta qualidade que ressoe com a expectativa da sua audiência. Veja outras dicas: 

  • Pesquise: ao passar horas fazendo pesquisas sobre os produtos que você planeja apresentar você cria mais confiança e passa mais credibilidade;  
  • Gere buzz: deixe seus seguidores saberem que você vai oferecer um videoshopping ou uma experiência de compra ao vivo e procure animá-los com a ideia;
  • Envolva seu público adequadamente: a pesquisa deve ajudá-lo a manter seu público envolvido, já que você será capaz de responder às suas perguntas e falar com conhecimento de causa sobre os produtos que está promovendo. Se por acaso estiver hospedando uma LIVE, certifique-se de verificar com seus espectadores regularmente para fazer e responder perguntas;
  • Facilite a compra. Reduzir o número de etapas que seu público precisa realizar para concluir a compra naturalmente resultará em mais conversões, portanto, certifique-se de encontrar uma plataforma que ofereça suporte a um modelo “clique para comprar” para obter os melhores resultados. 

Vale destacar que os digital influencers possuem a capacidade de “dar vida” aos produtos: vesti-los, usá-los ou demonstrá-los e dizer tudo o que você deseja saber. O videoshopping é um meio (per) feito para o influenciador e o marketing de influência. Tem alguma dúvida quanto a isso? 

Algumas plataformas de videoshopping que você precisa conhecer 

Em 2020, a Amazon não apenas lançou o Amazon Live para influenciadores em julho, mas o Instagram e o Facebook lançaram seus recursos de compra de vídeos ao vivo em agosto. As marcas também podem usar os formulários de geração de leads no YouTube, junto com suas campanhas de anúncios em vídeo para capturar mais leads enquanto veiculam seus anúncios. Um pouco no início do ano, em junho, o Google lançou a já citada Shoploop (não ao vivo, mas ainda uma experiência de compra de vídeo).  

Shoploop: precursor do videoshopping no ocidente 

Como já antecipamos, a Shoploop do Google é uma plataforma projetada para apresentar aos clientes novos produtos em 90 segundos. Pode parecer loucura à primeira vista, mas o fundador da Shoploop, Lax Poojary, acredita que é uma ideia com futuro porque é isso que a Área 120, a divisão interna de P&D do Google destaca quando seleciona e testa novas ideias com uma base de público pré-definido. 

E o que é mais intrigante: a equipe de pesquisa também acredita que a Shoploop também teria vida própria, pois a ideia é baseada em como os consumidores usam uma combinação de mídia social e comércio eletrônico ao pensar em comprar um novo produto. Eles podem oscilar entre o Instagram para verificar as imagens do YouTube que oferecem uma demonstração ou tutorial e, em seguida, visitar um site de avaliação antes de fazer a compra.

Apenas para estudar a eficácia desse modelo, o Google tem lançado o Shoploop com produtos como maquiagem, cuidados com a pele, cabelo e unhas etc. Pois, o ponto é bastante óbvio que as mulheres são muito mais exigentes do que os homens quando se trata de artefatos que importa para elas.

Outras plataformas que você deve conhecer

Temos que citar também: Twitch, MikMak, Yeay, Livescale e, claro, a plataforma da RACZUM: voltada especialmente para os amantes de conteúdo atualizado e tendências que revolucionam, a Raczum é uma plataforma interativa de compras online com o auxílio de vídeos descolados. Neste link, você descobre como se tornar nosso parceiro! 

Por que o futuro do e-commerce pertence ao videoshopping? 

Hoje, já podemos ter uma boa ideia da enorme contribuição do videoshopping para o faturamento e branding das grandes marcas. Além disso, os hábitos de compra estão mudando, e mudando muito rápido. Os consumidores estão comprando online mais do que nunca e estão procurando uma experiência de comércio eletrônico que seja pessoal, íntima e humana. Simplificando, eles desejam que a experiência na loja seja entregue online.

Outros aspectos que listaremos neste tópico vão confirmar a ideia de que o futuro do e-commerce pertence, sim, ao videoshopping. Veja alguns abaixo: 

  • ROI que você consegue mensurar 

O vídeo é particularmente poderoso para compras que requerem uma abordagem mais consultiva. Existem marcas por aí que passaram a usar chamadas de vídeo para agendar consultas virtuais e fazer recomendações de produtos sob medida para cada indivíduo. 

  • Trazendo produtos para a vida

Os compradores podem fazer videochamadas com a loja diretamente do site da marca enquanto navegam. Os associados podem usar o vídeo para mostrar os detalhes de um produto específico em tempo real, trazendo páginas estáticas à vida sem que o cliente precise navegar para fora do site ou agendar uma futura consulta de vídeo. 

  • Economia de tempo (e dinheiro) 

Com o videoshopping, os consumidores podem ter a noção real do tamanho de determinado produto, como móveis e objetos de decoração, evitando assim perder tempo com deslocamento até a loja ou mesmo desperdiçar dinheiro em um sofá que simplesmente não irá caber na sua sala de estar. 

  • Empoderamento de funcionários e associados  

Embora os consumidores estejam sempre ansiosos para bater um papo por vídeo com os funcionários da loja assim que uma chamada é iniciada, muitos hesitam em iniciar uma chamada por conta própria. Há plataformas, como a HERO, que dá aos funcionários a capacidade de iniciar uma videochamada de dentro de um chat.

Por trás da lucrativa vertente do live videoshopping

Já postamos aqui vários conteúdos que comprovam que as lives, ou as transmissões ao vivo, estão em toda parte e, apesar de terem chegado a uma saturação na passagem de 2020 para 2021, ainda são vistas como ótima oportunidade de faturamento dentro do escopo do e-commerce, principalmente porque a pandemia ainda demonstra que está longe de acabar, com a vacinação a ritmo de conta-gotas. E se podem ser vistas como oportunidades, hoje, isso se deve à mudança de comportamento dos consumidores. 

É que, para começar, os consumidores estão exigindo experiências mais interativas. O lento desaparecimento da rua está deixando um vazio na experiência tradicionalmente física e sensorial das compras: você simplesmente não consegue sentir, tocar, cheirar, experimentar ou olhar de perto os produtos online.

Mas o videoshopping permite, com riqueza gráfica, que os compradores se aproximem dos produtos e ouçam alguém descrever a sensação, aparência ou cheiro de um produto. Os compradores podem, portanto, experimentar os produtos com o auxílio da pessoa na tela (no caso, o influencer digital)

E em se tratando do live videoshopping ou o shopstreaming, temos um modelo que abrange tanto venda quanto entretenimento, uma fórmula que sempre conquistou a audiência. O pano de fundo do shopstreaming é passar a sensação de que o espectador está virtualmente dentro de uma loja, percorrendo corredores e prateleiras enquanto os vendedores oferecem amostras dos produtos, explicando recursos e influenciando na decisão de compra dos curiosos, a ponto de torná-los clientes.   

Conclusão 

Nós, da equipe RACZUM, realmente acreditamos que as compras ao vivo mudarão a forma como fazemos compras. O marketing de influenciadores continuará a crescer e, sem dúvida, os influenciadores desempenharão um grande papel em levar as compras ao vivo aos consumidores.

Outra boa notícia é que agora você pode transformar seu site em um centro de compras de vídeo ao vivo. Os principais serviços de hospedagem do país já oferecem ferramentas que, quando ativadas no site, permitem que você transforme sua página em uma verdadeira plataforma de entretenimento de compras – hospedando transmissões ao vivo de influenciadores navegando em produtos no seu site.

E, sim, o apresentador não precisa ser uma estrela de mídia social – na verdade, pode ser um especialista interno ou alguém menos conhecido, mas que venha a demonstrar paixão pelo que faz e conhecimento para apresentar os produtos.

O videoshopping, bem como o shopstreaming e o live commerce, trará muitas oportunidades para aprimorar sua estratégia de marketing em 2021. Transformar seu site em uma experiência de compra ao vivo agora se transformou em uma grande possibilidade! Então, conte para nós aí nos comentários: como você espera usar as compras ao vivo em sua loja virtual? 

 

Inscreva-se e fique por dentro. Anima?

Bem vindx de volta!

Faça o seu login

Criar nova conta

Preencha o formulário e registre-se

*Ao se registrar no site, você aceita nossostermos de uso e política de privacidade.

Recupere sua senha

Por favor use o usuário ou e-mail para resetar sua conta

bsNh94tQSkWzQ3cDL